(51) 99877.8389
(51) 3022.5100
  • Blog COMDESK

    Acompanhe Artigos, Notícias e nossos Casos de Sucesso.
Terça, 14 Agosto 2018

Como montar a infraestrutura de TI da sua empresa?

Escrito por

A estrutura de TI dentro de uma empresa deve ser muito bem planejada. Afinal, ela é responsável por viabilizar todas as rotinas que dependem da tecnologia. Porém, muitos gestores e empreendedores ainda têm dúvidas a respeito de como isso pode ser feito ou mesmo receio de deixar algum detalhe de fora. 

Entenda a importância de uma boa infraestrutura de TI

Atualmente, a tecnologia está presente nas mais diversas áreas de uma empresa — desde as mais operacionais até as mais estratégicas — e traz todo um diferencial para que os processos se tornem mais eficientes e a organização consiga melhorar a qualidade dos produtos e serviços.

Isso quer dizer que, quando se investe em TI, os objetivos costumam girar em torno de aumentar a produtividade e os lucros. É por isso que podemos dizer que essa área é fundamental para que as instituições se tornem mais competitivas em mercados cada vez mais exigentes.

De modo geral, podemos dizer que uma infraestrutura de TI contempla todos os recursos utilizados (como softwares, hardwares e os profissionais do setor) que estão alinhados com a estratégia organizacional e visam contribuir para o desenvolvimento do negócio.

Entre os vários benefícios que podem ser alcançados com uma boa estrutura, estão:

  • ganho de eficiência na gestão por meio da melhoria no controle das informações;
  • possibilidade de contar com a mobilidade, que garante acesso aos dados de qualquer lugar, a qualquer momento;
  • melhoria nos processos (diminuição de erros, aumento da produtividade, ganho em agilidade);
  • aumento da qualidade dos produtos e serviços; aumento da competitividade.

 

Faça um mapeamento de necessidades

Ter uma boa estrutura de TI é fundamental para o sucesso de qualquer negócio, como se pode ver. Porém, como chegar até esse ponto? A resposta é: fazendo um mapeamento de necessidades. Para empresas que já atuam com tecnologia ou grandes empresas que têm uma equipe especializada para lidar com essas demandas, é uma questão mais simples.

Já para empresas de pequeno e médio porte e que não têm a tecnologia como foco, a questão se torna mais complexa. Em primeiro lugar, é preciso identificar todos os processos e equipamentos que dependem da infraestrutura de TI. Isso envolve o computador usado para tomar conta das finanças, o sistema de gestão usado para controlar as vendas, entre outros. Além disso, é preciso levantar outras questões, como:

  • os softwares e hardwares que ainda são necessários;
  • pontos críticos (como a necessidade de trocar um equipamento);
  • o funcionamento da rede;
  • a importância de cada item e os impactos da indisponibilidade.

É claro que esse tipo de avaliação, a complexidade da análise, a necessidade da criação de um plano de riscos, entre outros aspectos, vão depender do ramo de atuação, do tamanho do negócio e das atividades que são executadas dentro da empresa. É aí que pode surgir a necessidade de contar com uma consultoria especializada.

 

Conte com um especialista

Contar com uma consultoria de quem entende do assunto é uma das melhores formas de lidar com o desafio de criar uma estrutura de TI efetiva para o negócio. Isso é importante porque, por mais que o gestor tenha uma ideia dos objetivos que ele busca com o investimento em tecnologia, existe toda uma infraestrutura por trás.

Em outras palavras, a meta pode ser automatizar a área comercial e investir em sistemas que ajudem a identificar os perfis e as necessidades dos clientes, visando melhorar o atendimento. Porém, para que isso se torne viável, deve-se investir também em bons computadores, em uma rede, nas ferramentas adequadas, entre outras coisas.

A dica, nesse caso, é procurar bons parceiros de negócios que trabalhem diretamente com tecnologia. Além de fornecer os produtos e serviços necessários, eles também poderão dar direcionamentos valiosos para o seu negócio alcançar o sucesso. Afinal, também colherão bons frutos com uma relação bem-sucedida.

Além disso, vale a pena lembrar de duas questões importantes.

 

Não se preocupe apenas com as tendências

As inovações tecnológicas aparecem constantemente e se tornam tendência com uma velocidade muito grande. Se as empresas focam somente em se manterem atualizadas com o que há de mais novo, em vez de entender as necessidades do negócio, isso aumenta os riscos de investir uma grande quantia em algo que não trará o retorno esperado.

 

Tenha muito cuidado com a segurança da informação

Atualmente, as empresas geram uma quantidade massiva de dados diariamente. Garantir a segurança dessas informações é fundamental para o sucesso da organização. Dependendo da área de atuação, a perenidade do negócio depende completamente dessa questão — principalmente quando se trabalha com informações sigilosas ou muito estratégicas, por exemplo. Se os dados caem em mãos erradas, a credibilidade e a imagem da instituição podem ir pelo ralo.

Ao planejar e implantar uma infraestrutura de TI, é preciso focar em investir em uma arquitetura rigorosa para a estratégia da segurança da informação. Ultimamente, têm surgido muitas notícias de vírus e hackers que invadem sistemas e coletam dados que podem ser vendidos para outras pessoas ou usados para cometer fraudes, por exemplo.

Isso quer dizer que, se o objetivo é automatizar os processos, digitalizar a empresa e torná-la mais conectada, deve-se também ter a preocupação em garantir que isso não seja também o recurso que vai prejudicar os negócios lá na frente. Daí a necessidade de se preocupar com segurança.

Uma estrutura de TI eficiente deixou de ser um recurso restrito às grandes empresas e se tornou uma necessidade para organizações de pequeno e médio porte também. Em um mundo cada vez mais dependente da internet e com consumidores que demandam por agilidade, investir em tecnologia se tornou uma das premissas mais básicas para as instituições que buscam se manter competitivas no mercado. Nesses casos, mais uma vez, a parceria de negócios pode ser o recurso que complementa a estratégia e torna as empresas mais fortes.

 

Fonte: https://www.meupositivo.com.br/panoramapositivo/como-montar-a-estrutura-de-ti-da-sua-empresa/

Proxmox VE
Proxmox VE
Plataforma completa para virtualização a nível empresarial.
www.proxmox.com
pfSense
pfSense
Sistema que possui recursos avançados para controle e segurança de redes.
www.pfsense.org
FreeNAS
FreeNAS
Sistema operacional para NAS (Network Attached Storage).
www.freenas.org
Zabbix
Zabbix
Ferramenta para monitoramento de redes, servidores e serviços.
www.zabbix.org
XenServer
XenServer
Plataforma de virtualização abrangente, com recursos de classe empresarial.
www.xenserver.org
GLPI
GLPI
Ferramenta completa para gestão de ativos e service desk.
www.glpi-project.org
redhat
redhat
Líder no fornecimento de soluções open source para TI corporativa
www.redhat.com.br
Suse
Suse
Sistema Operacional Linux e soluções de código aberto para serviços corporativos.
www.suse.com
Samba
Samba
Software que implementa solução semelhante ao Active Directory da Microsoft.
www.samba.org

Somos especialistas em Open Source

Conforme as empresas, de todos os portes, passam a seguir o filosofia do open source, começa a ficar claro que as vantagens de adotar esse conceito não se restringem somente aos preços.

Diferente do que pensa o senso comum, o open source é uma filosofia alternativa de negócios e não apenas a disponibilização de softwares gratuitos.


O software de código aberto, proporciona maior liberdade, flexibilidade, agilidade e segurança.